eventos e notícias

Durante formação, educadoras do CNSA discutem arte com aprendizagem Nas escolas
Sueli Lemos e Edna Ande na capacitação para uso da Coleção Imaginação e Artes no Colégio Auxiliadora Petrolina

As educadoras, coordenadoras e orientadoras educacionais das turmas do 1º ao 5º ano do Fundamental I, do Colégio Auxiliadora Petrolina, receberão os alunos no segundo semestre letivo com conhecimentos a mais em suas bagagens. Elas participaram de uma formação com as escritoras Sueli Lemos e Edna Ande, ambas autoras de obras utilizadas pela Rede Salesiana Brasil.

 

O objetivo da capacitação foi estimular nas educadoras a criticidade por meio da Coleção Imaginação e Artes adotada nas instituições salesianas. “Nós quisemos destacar nas educadoras a formação ligada à arte, um olhar mais perceptivo, com mais disponibilidade para a arte. Estimulamos a criação, o protagonismos, convidando para olhar os livros com possibilidade de criação, para que tenham liberdade para criar em cima das aulas”, comenta a autora Sueli Lemos ao destacar a abordagem da formação.

 

Sueli e Edna, que são especialistas em história da arte e arte terapia, têm 21 livros editados, destes, 13 foram escritos especificamente para atender a editora Edebê Brasil, que disponibiliza os livros utilizados pela Rede Salesiana em todo o país. Para Edna Ande, um dos maiores ganhos de utilização das obras durante as atividades é a interdisciplinaridade, já que os livros disponibilizam diversas possibilidades de contextualização com as matérias vistas pelos alunos em sala de aula. “É importante que as educadoras percebam e trabalhem o olhar para identificar o que está embutido naquela obra, qual tipo de interpretação e contextualização pode ser feito a partir daquelas leituras”, considera a escritora.

 

Para a supervisora pedagógica do Colégio Auxiliadora Petrolina, Conceição Lima, a formação chega como uma oportunidade de estimular nas educadoras um olhar disruptivo sobre o trabalho desenvolvido junto aos alunos. “O encontro foi extremamente significativo, trocamos experiências, ampliamos o olhar e reafirmamos o que diz a pioneira em arte educação no Brasil, Ana Mae Barbosa – ‘Agora, é hora de batalhar para que o direito à arte se efetive, buscando cada vez mais potências interdisciplinares, que congreguem conteúdos diversos e abram espaço para o desenvolvimento criativo das crianças e adolescentes’. Nessa perspectiva, esperamos que o conteúdo absorvido durante a formação sirva de subsídio para as aulas no segundo semestre letivo”, avalia Conceição.

 

Fonte: Comuniação e Marketing - Colégio Auxiliadora Petrolina