eventos e notícias

Alunos brasileiros de Mestrado em Educação recebem comprovação de grau acadêmico Em destaque
Alunos brasileiros de Mestrado em Educação recebem comprovação de grau acadêmico

Com a presença do diretor do Departamento de Educação, Dr. Saúl Contreras, o diretor do Mestrado em Educação, Dr. Daniel Ríos, e acadêmicos do programa, a Universidad de Santiago de Chile premiou os documentos que credenciam a obtenção do Mestrado em Educação. A cerimônia oficial, na qual receberão as certificações, acontecerá no próximo mês de julho na cidade de Natal (Brasil).

 

"A conquista que eles alcançaram hoje não é apenas pessoal, mas também coletiva, uma vez que inclui tanto suas famílias como os detentores de escolas ou instituições de ensino onde eles trabalham, já que de uma forma ou de outra eles apoiaram sua participação por dois anos neste Mestrado. assim como a possibilidade de estar aqui em período escolar ", disse o professor Rios.
 

Ele acrescentou: "Em nome do programa, reitero meus parabéns a cada um de vocês, porque conseguiram algo muito importante. A partir de hoje, outra história começa quando eles retornam ao Brasil e retomam sua vida profissional com um mestrado. Ontem, em suas defesas, mostraram-nos que possuem as habilidades e ferramentas teóricas e práticas para enfrentar os processos de transformação dentro do ambiente educacional, projetar inovações e monitorá-las, avaliar o que foi feito e tentar alcançar essas mudanças, por isso estou certo de que eles serão capazes de desenvolver este processo de transformação agora. "


O programa de Mestrado em Educação no Brasil é realizado em Salvador e Natal e é coordenado pelo professor Ríos, além de sua versão local. Em julho de 2015 a primeira geração do programa se formou e hoje termina a terceira.


Reconhecimento e contribuições
 

Por sua parte, a Gestora de polo da Rede Salesiana de Escolas, Dra. Valéria Rodrigues, ratificou as palavras do professor Ríos, agradecendo e felicitando a cada um dos novos magisters. "Há muitos desafios que terão que enfrentar na educação brasileira, mas agora contam com mais habilidades, ferramentas, compromissos, conhecimento inovador e atualizado, uma nova ênfase na formação de professores, " refletiu.


E, em nome dos alunos, a professora Cristina Oliveira agradeceu aos professores da Universidade de Santiago, por serem parte essencial desse processo. "Este Mestrado, que contribui muito para a vida pessoal e profissional de cada um de nós, não teria sido possível sem a ajuda especial dos professores, que nos acompanharam e foram tremendamente gentis e compreensivos", disse ela.


Inovação aplicada
 
Um dos casos que se destaca entre os novos Magister na Educação deste, a terceira geração de graduados, é o caso de Paulo Batista, diácono e descendente do povo indígena brasileiro Xucuru, pertencente ao estado de Pernambuco.


"Na minha aldeia você não pode continuar com os estudos, por isso eu tive que sair. E, porque meu coração está sempre lá, então eu me proponho a meta de sair para retornar e mudar o destino das crianças que moram lá ", disse ele.
 
Este homem de 48 anos é aposentado da Força Aérea Brasileira e decidiu ingressar no Mestrado em Educação com um claro propósito. "Meu único objetivo era que meu povo tivesse uma educação, então decidi estudar este mestrado, já que seria a única maneira de retornar à minha aldeia e criar uma oportunidade real para as crianças não deixarem sua aldeia", disse ele.


É desta forma que o projeto de inovação que ele apresentou para obter seu diploma na menção Currículo e Avaliação foi aplicado, através da criação de certas disciplinas que interessam aos membros da aldeia. "O trabalho que faço é treinar professores que ensinam crianças entre 4 e 13 anos de idade", disse ele.


Ele concluiu: "Neste magister eles me deram um milhão de ferramentas que já estão sendo usadas com grande certeza porque meu projeto de inovação já está aplicado, funciona tão bem que as notas dos alunos subiram de um para três pontos e foi aplicado com 24 alunos e pretendo fazê-lo em toda a aldeia. Vá a vila pelo edifício da vila ".
 
Fonte: Traduzido do site Universidad de Santiago de Chile