eventos e notícias

Jovens líderes de escolas católicas discutem a saúde e a educação Nas escolas

No dia 20 de junho, cerca de 350 jovens se reuniram no Colégio Salesiano Dom Bosco, em Porto Alegre-RS, para o 3º Encontro de Lideranças Juvenis das Escolas Católicas da Arquidiocese de Porto Alegre, que neste ano teve como lema “Juventude, um sonho de paz”. O objetivo do encontro foi discutir três eixos: saúde pública, corrupção e educação, refletindo sobre as diversas faces da corrupção e a sua consequência para as políticas sociais. Conforme o salesiano cooperador Luiz Marcos Schatzmann, um dos coordenadores do evento, o encontro foi uma possibilidade de mostrar qual é o espaço dos jovens na sociedade e como ele pode se engajar na busca pela mudança de problemas sociais.

Na abertura do encontro, o bispo Dom Dadeus Grings deu as boas-vindas a todos e salientou a importância de se realizar encontros como esse, trazendo reflexões sobre a vida. “Não é possível sabermos até quando viveremos, a certeza que temos é que se vivermos de bem com a vida, viveremos mais. Devemos viver intensamente um dia após o outro”, destacou Grings.

Após a abertura, Pedro Francisco da Silva Filho, chefe de gabinete do deputado Miki Breier, ministrou palestra sobre Políticas Públicas e Juventude, ressaltando a importância da participação efetiva dos jovens na luta pela elaboração de leis referentes aos seus temas de interesse. “Não podemos ficar fechados em nosso mundinho, não basta ter consciência social, só consciência não traz mudanças. É preciso se unir, se organizar e discutir os problemas para que as soluções aconteçam. As leis surgem a partir da organização social”, salientou Silva Filho. O palestrante exemplificou com a lei de proibição de venda de bebidas alcoólicas nos estádios de futebol: “Essa lei surgiu a partir do pedido popular e trouxe resultados, as ocorrências de violências nos estádios diminuíram”. Segundo ele, na Assembleia há pedidos de leis sobre diversos temas: negritude, agricultura, defesa do consumidor, criança e adolescente, entre outros, cada grupo precisa se unir e propor temas ligados ao seu dia a dia e aos seus problemas para que se possa saber o que a sociedade precisa.

Durante a tarde, os jovens se uniram em grupos conforme as zonas de suas escolas e discutiram ideias sobre Saúde Pública e Educação para serem levadas a uma audiência pública sobre o tema que se realizará no dia 17 de outubro na Assembleia Legislativa de Porto Alegre. Após as discussões, os jovens simularam uma audiência no Salão do Colégio com a presença e participação do deputado estadual e presidente da Comissão de Cidadania e Direitos Humanos da Assembleia Legislativa, Miki Breier (PSB), e o secretário da Justiça e dos Direitos Humanos do Estado, Fabiano Pereira.

Os jovens levaram diversas propostas ao encontro, entre elas: acesso ao atendimento psicológico, terapêutico e psiquiátrico na saúde pública; investimento em remuneração e qualificação dos professores dos ensinos fundamental e médio; investimento na infraestrutura de escolas públicas; criação de um órgão medidor dos investimentos realizados pelo governo nas escolas; interiorização da saúde pública com a implantação de hospitais por zonas e reajuste salarial dos políticos conforme o reajuste salarial dos professores.

Segundo o secretário Fabiano Pereira, todas as propostas serão levadas à Assembleia Legislativa e discutidas. “Fico feliz de estar aqui, não tem preço vê-los preocupados com os problemas da sociedade. O ser humano tem como missão deixar uma realidade melhor para todos, respeitando o outro e sendo contra a violência”, afirmou. O deputado Miki Breier acrescentou afirmando que é importante olhar para além dos muros da escola: “Damos os parabéns e vamos aprofundar o debate”.

O encontro foi organizado por professores e religiosos de diferentes zonas das escolas católicas, sob a coordenação do salesiano cooperador Luiz Marcos Schatzmann, do Colégio Dom Bosco, e do professor César Ritter, do Instituto São Francisco. As escolas participantes integram a Associação Nacional de Educação Católica do Brasil (ANEC).